Hoje em dia você não precisa ir ao espaço e flutuar como um astronauta para sentir o prazer fascinante da gravidade zero (sem peso). Existem algumas empresas ao redor do mundo que possibilita isso, uma delas é a Zero Gravity Corporation (também conhecida como ZERO-G ), localizada em Virgínia, nos Estados Unidos.

A ZERO-G opera voos na gravidade zero a partir dos aeroportos dos EUA com a mesma regulamentação das linhas aéreas de passageiros comerciais e de carga. Em um Boeing 727 modificado, arcos parabólicos são executados para criar um ambiente sem gravidade permitindo que você flutue, gire e voe como se estivesse no espaço. Não é incrível?

ZERO-G Experience

Segundo a empresa a “ZERO-G Experience é uma oportunidade única na vida para experimentar a verdadeira ausência de peso”. Só o preço que dói no bolso, são 4.950 dólares por pessoa, que equivale a 18.665,42 reais na cotação atual, mas está incluso no pacote os trajes, as fotos, os vídeos gravados, uma celebração de “regravitação” e um certificado de conclusão sem peso.

Até o físico Stephen Hawking e o Dr. Buzz Aldrin, astronauta da Apollo 11, tiveram a oportunidade de embarcar nesta experiência, leia abaixo o que comentaram:

“It was amazing. The zero-g part was wonderful. I could have gone on and on. Space here I come.” – Professor Stephen Hawking, Astrophysicist.

Traduzindo: “Foi fantástico. A parte zero-g foi maravilhosa. Eu poderia ter continuado e continuado. Espaço aqui vou eu.” – Professor Stephen Hawking, Astrofísico.

Stephen Hawking, Astrofísico

“It was exhilarating. It was great to experience both lunar gravity and weightlessness again. I hope that everyone interested in adventure tourism and space will participate in this amazing opportunity.” – Dr. Buzz Aldrin, Apollo 11 Astronaut.

Traduzindo: “Foi emocionante. Foi ótimo experimentar a gravidade lunar e a falta de peso novamente. Espero que todos os interessados em turismo de aventura e espaço participem desta incrível oportunidade. ” – Dr. Buzz Aldrin, astronauta da Apollo 11.

Quer mais assuntos como esse? Deixe sua opinião!