Pelo menos é o que afirma o diretor de The Elder Scrolls: Skyrim, Todd Howard. Lançado originalmente em 2011, o game da Bethesda já recebeu versão para duas gerações de consoles. Hoje em dia você consegue jogar Skyrim no Xbox 360, One, PlayStation 3, 4, PC e Nintendo Switch.

Enquanto muitos de deliciam com o jogo de mundo aberto centralizado em um mundo medieval cheio de dragões, feiticeiros, esqueletos de armadura e afins, outros questionam a longevidade do jogo e o fato dele já ter recebido inúmeras remasterizações.

“Mesmo agora, a quantidade de pessoas que jogam Skyrim sete anos depois, milhões de pessoas jogam o game todo mês”, disse Howard em um evento em Barcelona.

Em outras palavras, existem várias maneiras de se jogar Skyrim, o que faz dele incrivelmente rentável para a Bethesda que simplesmente não consegue parar de lançar novas versões remasterizadas para novas plataformas. “Se você quiser que paremos de liberá-lo, pare de comprá-lo”, brincou Howard.

The Elder Scrolls: Skyrim já vendeu mais de 20 milhões de cópias, originalmente, sem incluir as vendas do PS4, Xbox One e Switch, assim como vendas da geração já descontinuada. Skyrim e sua edição Especial permanecem entre os jogos mais populares no Steam, com números de usuários simultâneos chegando a cerca de 16.000 hoje.

A Bethesda Game Studios está atualmente trabalhando em vários novos projetos, incluindo um novo RPG chamado Starfield e The Elder Scrolls VI. Esses jogos ainda estão muito longe, com ambos potencialmente não sendo liberados até que novos consoles sejam lançados. Um novo jogo Elder Scrolls para celular, Elder Scrolls Blades, está sendo lançado neste outono.

O que você pensa sobre este assunto? Comente!