Já havíamos comentado aqui que a Google estava procurando atingir valor de mercado de 1 trilhão de dólares. Mas quem conseguiu antes foi sua concorrente, a Apple se tornou a primeira empresa dos EUA com um valor de mercado de mais de US$ 1 trilhão. Isso foi graças a um salto em suas ações depois de relatar fortes ganhos no terceiro trimestre. Ganhos que colocaram a fabricante do iPhone em uma alta de superação das projeções e as estimativas dos analistas, além de ter antecipado uma forte previsão para os próximos ganhos do quarto trimestre.

A Apple atingiu a marca de US$ 1 trilhão no começo da manhã, quando suas ações cruzaram o valor de US$ 207,05 por ação, às 11h48 (no horário de Brasília). Dada a natureza volátil do mercado, no entanto, é possível que a Apple não permaneça uma empresa de US$ 1 trilhão por muito tempo ou que possa se recuperar da marca de US$ 1 trilhão nos próximos dias. É algo similar ao que aconteceu com a PetroChina, que conseguiu atingir o mesmo patamar, mas teve uma considerável queda em suas ações logo em seguida, não se mantendo no pódio por muito tempo.

Já a Apple é a primeira empresa com base nos EUA (e, por enquanto, a única do país norte americano) de trilhões de dólares no mercado. Na corrida para atingir a marca é provável que em breve a empresa da maçã receba uma nova companheira de topo: a Amazon também está prestes a atingir a marca de US$ 1 trilhão depois de seus próprios resultados positivos no terceiro trimestre.

O capitalismo está a toda e os donos dos produtos da empresa já podem se vangloriar de terem cooperado, mesmo que minimamente, para a conta de 1 trilhão de dólares.

Participe! Deixe seu comentário...