Estamos em um período de tecnologia em crescente expansão. Novos aplicativos que demandam cada vez mais memória e desempenho, assim como crescente necessidade de permanecer o máximo de tempo possível conectado com o mundo todo – literalmente. Neste panteão de aparelhos de última ponta temos duas empresas que concorrem diretamente. Quer seja pelo poder da marca, ou pela história por trás destes aparelhos, assim como seu relacionamento com o público, Apple e Samsung podem ser consideradas as líderes do mercado.

Pensando nesta “disputa” saudável que por algum tempo chegou a não ser tão ausente de aspectos nocivos assim, montamos este post com nossas considerações a respeito dos poderosos do mercado atual, iPhone X e Galaxy S9. E aí, quem será que vence?

Vamos começar com o comparativo técnico entre cada aparelho:

iPhone X Galaxy S9
Tela 5.8 OLED 5.8 Super AMOLED
Display 2436 x 1125 (458ppi) 2960 x 1440 (570ppi)
Aspect Ratio 16:09 18.5:9
Câmera Traseira 12-megapixel wide-angle, f/1.8, OIS | 12-megapixel telephoto, f/2.4, OI 12-megapixel, f/1.5-f/2.4 variable aperture, OIS
Câmera Frontal 7-megapixel f/2.2 8-megapixel f/1.7
Chipset Apple A11 Bionic Qualcomm Snapdragon 845 or Samsung Exynos 9810
Memória Ram 3GB 4GB
Armazenamento 64/256GB 64/256GB
Bateria Não informado 3000mAh
À Prova D’água? IP67 IP68
Acesso com digital? Não Sim
Identificação de Rosto/Íris? Sim/Não Sim/Sim
Fones de ouvido? Não Sim
Cabo Lightning USB-C
Carregamento sem fio? Qi Qi/PMA
MicroSD? Não SDXC até 400GB
Peso 174g 163g

Design e tela – Qual a diferença entre o iPhone X e o Galaxy S9?

Uma das maiores mudanças que os usuários da Apple perceberam com o lançamento do iPhone X é que o visual do aparelho está mais próximo possível daquele que já é utilizado pelos modelos com Android há um tempo. Resumindo: o botão ‘Home’ deu espaço para mais tela.

Outra transformação foi o quase uso total da tela que a Apple decidiu não explorar além do limite, como a concorrente fez. O entalhe existente no modelo mais recente do iPhone foi inclusive motivo de escárnio por parte da Samsung, que fez questão de apontar para o “deslize” de entalhar a telha, enquanto o Galaxy S9 praticamente abraça a traseira do telefone, deixando apenas uma faixa na câmera.

Para quem gosta de mais liberdade na hora do acesso as funções do celular e detesta padrões e senhas, o scanner de impressão digital do S9 está localizado abaixo da câmera, na parte traseira. O iPhone X, por outro lado, conta com o reconhecedor de rosto da Apple e é infinitamente mais completo que o da Samsung, que não permite o pagamento de  transações na Google Play com a facilidade, por exemplo.

Quando entramos na tela, ambos os telefones tem 5,8 polegadas. Contudo, o Samsung vem com uma potente Super AMOLED e display de 2960 x 1440 de alta resolução, resultando em uma densidade de pixels de 570ppi. Já o iPhone X explora uma tela OLED de 2436 x 1125, e 458 ppi em pixels. Ambos os telefones podem exibir conteúdo HDR da Netflix, mas o suporte para Amazon Prime e YouTube HDR é limitado ao Galaxy S9.

Mesmo assim ambas as telas são impressionantes e definitivamente representam o melhor que o mercado de smarts tem para oferecer.  A tecnologia True Tone da Apple altera a temperatura da cor da tela de acordo com o ambiente, algo que o S9 não mantém e que conta como uma agradável adição.

O iPhone X tem resistência IP67 à poeira e água, enquanto o Galaxy S9 é ligeiramente mais resiliente com uma classificação IP68. Em linhas mais simples, o S9 pode sobreviver a uma profundidade de até 1,5 metros por 30 minutos, enquanto o iPhone X consegue, pelo mesmo tempo, sobreviver apenas até 1 metro.

Na hora de carregar a bateria, ambos os modelos suportam o carregamento sem fio. Na conectividade, porém, a diferença pode ser bem irritante para alguns. O iPhone X não tem conector de fone de ouvido, portanto, será necessário o uso de um adaptador Lightning, mas o conector de fone de ouvido permanece com o Galaxy S9.

Poder de processamento – Qual é mais rápido, iPhone x ou Galaxy S9?

Neste caso o comparativo caí em um problema de escopo. Enquanto o Galaxy S9 apresenta mais memória RAM e um processador poderoso, o iPhone X roda um sistema operacional completamente diferente do Android. Com o iOS, falar a respeito de processamento enquanto o comparamos ao sistema operacional do S9 não seria verdadeiramente representativo aqui. Neste ponto, mais memória não significa performance efetivamente melhor.

Já outro ponto, o armazenamento, neste podemos dar um ponto para o Galaxy S9, que pode ter sua memória interna expandida com o uso de um microSD de até 400GB, enquanto o iPhone X permanece preso as restrições de fábrica, indo de 64/256GB.

Em termos de câmeras, tanto o iPhone X quanto o Galaxy S9 oferecem sensores de 12 megapixels para a câmera traseira. Mas tudo muda quando começamos a falar das lentes. O iPhone X tem uma configuração de lente dupla, com a lente mais ampla com abertura f / 1.8 e a lente telefoto com abertura f / 2.4. Ambos os modelos suportam a estabilização de imagem óptica.

A lente ampla e o zoom garantem ao usuário uma liberdade maior na hora do enquadramento das fotos. Como o zoom digital, uma aproximação feita por cálculo matemáticos do aparelho, limitam a qualidade da imagem, a lente é quem manda neste quesito. E aí mora o poder do iPhone X, com sua abertura f/1.8 que permite um desempenho melhor até mesmo com baixa luminosidade, permitindo que mais luz entre na abertura da câmera sem a necessidade da diminuição da velocidade do obturador, o que evita fotos tremidas.

Em seu modelo padrão, o S9 tem apenas uma lente (duas no Plus), o que lhe coloca em desvantagem na hora da versatilidade do zoom. Para compensar o S9 tem uma abertura mecânica variável em sua lente, indo de f/1.5 e f/2.4. A abertura do diafragma permite que mais luz tenha acesso ao sensor.

O preço? 

O preço, na loja oficial do iPhone X é de R$6.999,00 para a versão de 64GB, enquanto a de 256GB está saindo pela “bagatela” de R$7.799,00.

Já o Galaxy S9 está, na faixa, de R$2999,00 a versão de 128GB, chegando até R$3.599,00 em algumas lojas.

Veredito

É muito difícil falar qual é o melhor, exatamente por estamos lidando com modelos que mantém, em sua origem, sistemas operacionais bem diferentes. No final do dia, o Galaxy S9 termina recebendo uma vantagem por ainda se manter com os pés no chão, sem a necessidade de cabos adaptadores, um preço mais apresentável e possibilidade de aumento na capacidade do armazenamento. Mas, ainda estamos falando de uma comparação que literalmente está colocando na mesma cesta maçãs (com o perdão do trocadilho) e laranjas.

E para você, qual o melhor nessa disputa?